Category Archives: Crónica

“Neste mês do amor joguem com amor à camisola do Santa”

Esta foi a mensagem da claque do Santa Clara “Armada Vermelha ” para os jogadores face aos maus resultados recentes da equipa. O Santa Clara deu a volta ao resultado e ganhou ao Portimonense por 2-1.

A primeira parte foi um misto de emoções para ambas as equipas. Primeiro foi o Portimonense, que viu um defesa ser expulso com recurso ao vídeo árbitro, após ter parado uma jogada perigosa de contra-ataque do Santa Clara. Apesar disso, os algarvios inauguraram o marcador, o suspeito do costume Jackson Martinez, a contratação mais sonante e porque não dizê-lo surpreendente dado que foi um goleador do Porto e depois jogador do Atlético de Madrid. João Henriques estava descontente com a prestação da equipa e responde com dupla alteração, tirando Kaio e Stephens para dar lugar a dois reforços de inverno: Pablo e Schettine. Dois minutos depois, chega o empate em cima do intervalo, por intermédio de Zé Manuel. Acaba a primeira parte e com menos um jogador em campo, o Portimonense estava por cima do jogo.

A segunda parte foi um domínio total do Santa Clara, apertando o cerco ao Portimonense, e o golo surge através de um canto, Fábio Cardoso cabeceia para dentro da baliza. Um balde de água fria para a equipa visitante, O Santa Clara continuou a atacar, evitando que o Portimonense fosse sequer à procura do empate. Acaba o jogo e o sentimento de alívio, 3 pontos preciosos!!!

O próximo jogo do Santa Clara será no próximo domingo, frente ao Boavista no estádio do Bessa.

Anúncios

A velha máxima do “quem não marca sofre”

O Santa Clara perdeu ontem em Braga por 1-0 na 19ª jornada do campeonato.

As tropas orientadas por João Henriques contiveram como podiam os constantes ataques do Sporting de Braga na primeira parte, e as estatísticas comprovam isso mesmo: 66% de posse de bola e 5 remates da equipa da casa, contra 34% de posse da bola e apenas um remate do tímido Santa Clara, que raramente saiu do seu próprio meio campo durante os primeiros 45 minutos. Apesar disso, não houve qualquer lance que levasse algum perigo para a baliza Açoreana.

Na segunda parte, o Santa Clara teve uma oportunidade soberana de fazer o 1-0, através do castigo máximo (também conhecido por grande penalidade), oportunidade essa que Osama Rashid (de volta ao onze titular após a sua participação na taça asiática representando o Iraque) desperdiçou, permitindo a defesa de Tiago Sá. No lance a seguir, Accioly parecia ter tudo controlado, quando surge um jogador do Braga por detrás a roubar-lhe o esférico e passa para Dyego Sousa, que inaugura o marcador aos 56 minutos.

O Santa Clara sentiu-se na necessidade de dar a corda aos sapatos, ao contrário daquilo que fez na primeira parte. Viu-se um Santa Clara mais ofensivo, várias tentativas para igualar o resultado: o remate de Pineda que passou perto do poste esquerdo, e dois remates de Bruno Lamas aos 90 minutos, mas em vão.

O Santa Clara segue na 10ª posição do campeonato, a 3 pontos do 9º Rio Ave, com 1 ponto de vantagem sobre o 11º Marítimo, e a 5 pontos do antepenúltimo classificado (que este ano desce com os dois últimos para a segunda liga devido à colocação do Gil Vicente na Primeira Liga na próxima época) Boavista. O próximo jogo será em casa no Domingo às 14 horas (hora dos Açores) perante o Portimonense.

Amigos amigos, negócios à parte…

O Santa Clara perdeu hoje o duelo insular com os Madeirenses do Marítimo por 0-1 na primeira jornada da segunda volta do campeonato.

O golo do Marítimo surgiu através de um cruzamento pela esquerda, que Tagueu finalizou sem problemas. Serginho ficou colado ao relvado reclamando um suposto fora de jogo do avançado da equipa madeirense. O Santa Clara tentou várias vezes cheirar a baliza mas só rematou por 2 vezes à baliza no jogo todo. Uma estatística que não favorece em nada a equipa açoriana.

No intervalo houve tempo para uma demonstração de fair play entre os presidentes das duas equipas, com uma troca de camisolas, em exemplo do que tinham feito no estádio dos Barreiros na primeira volta.

O Santa Clara teve hoje um dia mau, com um futebol pobre, sem grandes ideias de ataque e sem a eficácia que caracterizava a equipa em praticamente todos os jogos realizados até hoje. A equipa sentiu claramente falta dos habituais titulares Patrick e Osama Rashid, tendo sido João Lucas a defesa direito (!) e Chrien de volta ao onze. Destaque ainda para a estreia do reforço de inverno, Lucas Marques para o lugar do lesionado Anderson Carvalho ainda na primeira parte.

Nada está perdido mas algo tem de ser feito para retomar o rumo às vitórias, seja em casa ou fora. O 9º lugar que ainda ocupa vai muito provavelmente deixar de o ser amanhã, com uma possível descida para o 12º lugar, esperando o que Rio Ave e Vitória de Setúbal fazem nos jogos de amanhã. O próximo jogo será em Braga, quarta-feira dia 30 de Janeiro.

Erros defensivos pagam-se caro… outra vez

O Santa Clara empatou hoje no terreno do Feirense a duas bolas numa partida a contar para o campeonato.

Num jogo em que o Santa Clara queria vingar a vitória do Feirense em 2008 que impediu a subida de divisão dos Açorianos na altura, o Santa Clara chegou à vantagem ao minuto 43 com Zé Manuel a fazer um chapéu ao guarda redes fogaceiro. O lance tinha sido inicialmente anulado pelo árbitro da partida Carlos Xistra, mas após a revisão do vídeo árbitro, reverteu a decisão, validando o golo.

Começa a segunda parte como acabou a primeira, ou seja mais um golo do Santa Clara, desta feita por Bruno Lamas que rematou para o fundo das redes após uma boa jogada coletiva, e onde o guarda-redes não esteve em bom plano. Se o jogo tivesse acabado assim, o título para a nossa crónica seria “a vingança serve-se fria”. Mas tal não aconteceu, infelizmente. O Feirense reduziu a desvantagem através da grande penalidade cometida por Alfredo Stephens, e Edinho não teve problemas em convertê-lo, à passagem da hora de jogo. O Santa Clara perdeu estabilidade defensiva, e isso foi notório no golo do empate do Feirense, onde Fábio Cardoso tem uma má abordagem à bola, deixando o avançado Valencia isolado para fazer o golo. O treinador da equipa visitante João Henriques tardou a fazer as substituições, dando a entender que o empate seria satisfatório dadas as circunstâncias do jogo.

O Santa Clara mantém-se em 9º lugar, ainda que possa descer para 11º, esperando pelos resultados do Benfica vs Rio Ave, e Porto vs Nacional. O próximo jogo será em casa frente ao Benfica na sexta-feira às 6:45 da tarde, que já está a causar polémica devido ao agendamento de última hora por parte da Liga que impossibilitou a maioria dos emigrantes da diáspora açoriana a residir nos Estados Unidos e Canadá de se deslocarem a Ponta Delgada a tempo da tão aguardada partida.

E tudo o vento levou…

O Santa Clara perdeu hoje em casa contra o Tondela 1-2, no regresso ao campeonato após paragem para o Natal e Ano Novo.

Num jogo cujo destaque seria Fernando Andrade, hoje capitão de equipa, pois este fez hoje o jogo de despedida com a camisola dos encarnados antes de se transferir para o FC Porto, a primeira parte foi fraca no que ao futebol praticado diz respeito. Houve uma oportunidade de golo para o Santa Clara, ao minuto 31, Kaio cabeceia para uma defesa de Cláudio Ramos.

A segunda parte começou com o Tondela a ameaçar a baliza de Serginho, Murillo remata, Serginho defende e a bola bate mesmo no poste. Ao minuto 76, Serginho bate um livre à entrada da grande área, a bola não passa do meio-campo devido à intensidade do vento que se fazia sentir no estádio, o jogador do Tondela ganha na disputa da bola, Tomané aparece cara a cara com Serginho e defende, mas Pité na recarga inaugurou o marcador. O árbitro expulsou César por ele ter tentado defender o remate na linha de golo com a mão. Como a bola entrou na baliza, não foi assinalada grande penalidade a favor do Tondela. Logo a seguir, o internacional português Ricardo Costa comete uma falta dentro da área sobre Zé Manuel, e Fernando Andrade não desperdiçou a oportunidade de coroar a sua despedida do Santa Clara. Logo após o golo do Santa Clara, eis que surge o segundo golo do Tondela, e outra vez Pité num remate cruzado sem hipótese de defesa para Serginho.

O Santa Clara segue em 8º na tabela à espera do que fazem Portimonense e Rio Ave nos jogos de hoje, e caso vençam, o Santa Clara poderá cair para o décimo lugar. Esta é a 5ª derrota em 8 jogos em casa, a 5ª expulsão e a última vitória em casa registou-se no dia 5 de Outubro diante do Chaves. O próximo jogo no campeonato será fora frente ao Feirense.

Lance duvidoso dá a vitória ao Porto diante do Santa Clara

O Santa Clara perdeu hoje em casa frente ao líder FC Porto 1-2 num jogo a contar para a 13ª jornada do campeonato.

O Porto começou o jogo a atacar a baliza da equipa da casa com dois remates de Marega para duas grandes defesas de Marco. O guarda-redes do Santa Clara acabaria por ser substituído devido a uma lesão na coxa, que se espera não ser de grande gravidade, dando lugar ao estreante Serginho, que regressa após lesão prolongada.

O Porto teve um golo anulado aos 26 minutos devido a um fora de jogo de Soares. A equipa da casa chegou ao golo, aos 38 minutos por Zé Manuel após um cruzamento de Chrien. A primeira parte teve SETE minutos de compensação, e o Porto chegou ao empate através de um canto, em que Serginho defende um remate, mas não foi rápido o suficiente para defender a recarga de Soares aos 45+1.

O treinador do Porto fez uma substituição ao intervalo, descontente com a exibição da equipa na primeira parte.

O Porto faz o segundo golo aos 56 minutos por intermédio de Marega, onde Serginho uma vez mais defende o primeiro remate mas não consegue defender o segundo. Agora o lance duvidoso. No início da jogada do segundo golo, Soares e Patrick disputam a bola e as imagens do vídeo árbitro dão a entender que há um puxão de Soares a atirar Patrick para o relvado. O árbitro nada assinalou. O resultado manteve-se até ao final. Terá este sido mais um erro do vídeo árbitro nesta época?

O próximo jogo do Santa Clara será em Setúbal no próximo sábado, dia 22 às 14:30, hora dos Açores.

Golo de Zé Manuel traz os 3 pontos e leva o Santa Clara para o 9º lugar

O Santa Clara quebrou ontem um ciclo de 4 derrotas consecutivas ao vencer o Moreirense por 1-0 a contar para a 12ª jornada do campeonato.

Durante a primeira parte houve escassas oportunidades de golo para ambas as equipas, com destaque para um remate de Nené aos 21 para defesa de Marco, e para um remate cruzado de Zé Manuel aos 40 minutos para a defesa do guarda-redes do Moreirense.

Na segunda parte a história foi diferente. Aos 47 minutos, o Moreirense teve uma clara oportunidade de entrar em vantagem, outra vez Nené que cabeceou por cima da baliza. Aos 52 minutos eis que surge o único golo da partida, Zé Manuel a mostrar como se faz, ao chutar de primeira para o fundo das redes do Moreirense. Os axadrezados verde e brancos tiveram uma expulsão pouco tempo depois, com Ivanildo a ver o segundo amarelo após agressão ao recém entrado Kaio Pantaleão. O Santa Clara foi fazendo as substituições de forma a defender os preciosos 3 pontos, com destaque para o regresso de Pacheco ao campeonato, e também para o central Accioly, que regressou após lesão contraída no jogo em casa com o Rio Ave. O último jogo que tinha realizado foi no empate épico em casa diante do Sporting de Braga. O melhor que o Moreirense fez com menos um jogador foi um remate ao lado da baliza aos 90+3.

O Santa Clara sobe assim ao 9º lugar com 17 pontos, ultrapassando o Moreirense, que tem 16 pontos.

O próximo jogo vai ser em casa diante do líder e detentor do título de campeão nacional, FC Porto.

« Entradas Mais Antigas