Monthly Archives: Abril 2018

Semana Infernal, parte III. Não nos deixaram vencer.

O CDSC ontem mostrou o seu valor e a sua capacidade de ombrear com qualquer equipa do campeonato. Só não consegue é ganhar aos árbitros.

Claramente ontem o “gajo do apito” foi responsável pelo resultado final. Inventou uma falta na pequena área e criou um livre indireto para o Nacional, que coitadinho estava encostado às cordas. E aquele lance virou completamente o jogo.

O CDSC não teve a capacidade de segurar a bola e enervar ainda mais o Nacional e a equipa madeirense acreditou que era possível chegar ao empate.

Nos descontos, e com mais uma ajudinha do caramelo de serviço que deu 5 minutos de compensação, o Nacional chegou ao empate.

A culpa é totalmente do árbitro, sim e não. De referir que o livre inventado só deu o 2-3. O CDSC continuava na frente do marcador. Precisamos de na parte final dos jogos ter mais frescura mental porque a física é impossível depois da intensidade que a equipa imprime ao jogo. Teria sido melhor colocar mais um homem para o meio campo etc etc etc. Depois de comer não faltam colheres.

Temos 12 pontos em disputa são 4 jogos e contra equipas que estão tranquilas na classificação, com excepção do Real. O Académico de Viseu não será uma das equipas a lutar pela subida na última jornada. O Famalicão e Oliveirense já têm a sua situação resolvida ou praticamente resolvida em termos de classificação. No entanto jogarão sempre pelo prestigio.

Nacional, Arouca, CDSC, Leixões e Académica serão os quatros candidatos pela subida de divisão até à última jornada.

Analisando o calendário das várias equipas a Académica teoricamente terá o calendário mais fácil. Joga com o Real (casa), Porto B (casa) Covilhã (fora), Cova Piedade (casa) e Varzim (fora).

Por outro lado o Arouca terá o calendário mais difícil: Leixões (fora), Penafiel (casa), Nacional (casa) e Oliveirense (fora).

O Nacional irá jogar contra: Gil Vicente (fora), Leixões (casa), Arouca (fora) e Guimarães B (casa).

Já o Leixões jogará contra: Arouca (casa), Nacional (fora), Oliveirense (casa) e Famalicão (fora).

O Penafiel que está em clara queda, nos últimos 4 jogos só fez dois pontos irá jogar contra: Oliveirense (casa), Arouca (fora), Ac. Viseu (casa) e Sp. Covilhã (fora).

O Ac. Viseu irá jogar contra: Braga B (fora), Gil Vicente (casa) Penafiel (fora) e CDSC (casa)

Muitas contas terão que ser feitas até ao fim e enquanto for possível matematicamente atingir o sonho temos que ir atrás dele.

 

Anúncios

CDN – CDSC (Antevisão)

Este domingo pelas 15h vai haver jogo de líderes!!! Nacional e Santa Clara medem forças num jogo a contar para a 34ª jornada da Ledman LigaPro.

Com o final do campeonato a chegar, aproximamo-nos cada vez mais do período de decisões no que respeita a classificação final da 2ª liga portuguesa. Este será certamente um jogo muito disputado e muito difícil para ambos os lados, isto, visto termos o 1º e o 2º classificado a “guerrear” entre eles os 3 pontos. Importante referir que este é um jogo com uma grande importância, pois em caso de vitória dos açorianos estes aproximam-se do 1º lugar e reduzem a distância pontual para 3 pontos. No caso de os madeirenses venceram, passam dos seus 62 pontos para 65 e aumentam a sua distância pontual para 9 pontos em relação ao 2º lugar.

Passando agora a uma análise mais detalhada das duas equipas, começamos pelo Nacional da Madeira, atualmente 1º classificado com 62 pontos e que apresenta um registo muito positivo nos seus últimos 5 jogos, tendo 5 vitórias consecutivas e também estão há 11 jogos sem conhecer o sabor da derrota. Relativamente ao Santa Clara, a equipa de Ponta Delgada não atravessa o seu melhor momento, tendo apenas conseguido 2 vitórias nos últimos cinco partidos, acompanhadas de 2 derrotas e 1 empate.

Por fim, analisamos o histórico de confrontos entre as duas equipas, estas defrontaram-se em 7 ocasiões, tendo a formação madeirense uma clara vantagem ao apresentar 5 vitórias contra apenas 1 dos açorianos, o restante confronto resultou num empate.

Antevisão (treinador)

Carlos Pinto veio fazer a antevisão do jogo frente ao Nacional, na qual deixou rasgados elogios à equipa do Nacional, contudo referiu e reforçou a vontade da equipa em triunfar na Madeira.

O técnico abordou o momento da equipa e mostrou-se confiante para os últimos e importantíssimos cinco jogos que se avizinham.

Falta 1 mês!

Estamos no último mês da competição e neste momento está tudo em aberto para decidir quem sobe ao escalão principal do futebol português.

A diferença pontual entre o primeiro e o oitavo são de 11 pontos sendo que faltam 5 jornadas para terminar o campeonato (15 pontos em disputa).

A luta será tremenda dentro e fora do campo e aquilo que pedimos a todos, sem exceção, é que se respeitem. Respeitem o clube que representam, respeitem os adversários e acima de tudo respeitem o Futebol.

Acredito que esta luta será até ao último minuto e que no fim seremos vitoriosos na nossa caminhada.

Mas caso isso não aconteça existem muitas coisas boas que já aconteceram esta época.

1 – As pessoas voltaram ao Estádio de S. Miguel.

O CDSC é a segunda melhor equipa em termos de assistências da Ledman LigaPro. Temos um acumulado de 31.525 adeptos no Estádio de S. Miguel, com uma taxa de ocupação de 46,36% (a mais elevada na Ledman LigaPro). Isto sem contar com os dois jogos para a Taça de Portugal frente ao Belenenses e Chaves.

2 – Luta pela subida de divisão.

Pelo segundo ano consecutivo o CDSC está na luta pela subida de divisão. No ano passado  à 33ª estávamos em quarto lugar com 51 pontos. Este ano estamos em 2º com 56 pontos.

É preciso regressar até à época 2008/09 para termos um registo tão bom como este. 3º lugar no final do campeonato a dois pontos da subida. Em 2009/10 ficamos em 4º lugar a três pontos da subida.

3 – Credibilidade

A credibilização do clube junto do Estado, no pagamento das suas obrigações fiscais, e junto dos restantes credores é de fato uma mais valia para que possamos contar com o seu apoio nesta caminhada. Isso também serviu para recuperarmos antigos patrocinadores que muito nos ajudaram no passado e que nesta hora de união disseram presente.

4 – A Mística Santaclarense

A recuperação da mística do clube tem sido fundamental. O acreditar até ao fim que é possível concretizar o sonho já extravasou as 4 linhas. Os adeptos acreditam tanto ou mais que os jogadores que vamos vencer e vamos conseguir voltar à Primeira Divisão.

Por isso meus caros temos 5 finais para vencer e vamos jogar para devolver o orgulho ao povo açoriano.

Força Santa Clara! Pelos Açores e pelos Açorianos.

Semana Infernal, parte II

Ontem o CDSC empatou a zero com o Arouca num jogo com pouca história. Num jogo cauteloso de ambas as equipas, com muita luta a meio-campo e muito poucas ocasiões de golo.

O CDSC aos 19 minutos viu-se forçado a fazer uma alteração no seu onze com a saída de João Pedro por lesão. Para o seu lugar entrou Marcelo.

Até ao intervalo não aconteceu mais nada de relevante.

Na segunda parte o jogo foi mais rico mas ainda assim sem grandes oportunidades de parte a parte. O destaque maior foi para o regresso de Osama Rashid à competição.

 

Próximo domingo pelas 15 horas o CDSC irá jogar na Choupana contra o Nacional. Uma diferença de seis pontos separa as duas equipas, com vantagem para a equipa madeirense. Um duelo insular que esperemos que termine com uma vitória do CDSC.

 

Antevisão CDSC-FCA

O CDSC defronta o Arouca hoje pelas 16 horas no Estádio de S. Miguel. Um duelo de candidatos que perspectiva um bom jogo de futebol.

O CDSC vem de uma derrota forasteira em Matosinhos e o Arouca perdeu em casa frente ao Vitória B. Por isso perder pontos é completamente proibido para ambas as equipas.

Na antevisão da partida o mister Carlos Pinto referiu que a equipa só pensa no jogo com o Arouca e que será uma partida muito difícil.

 

Para este jogo iremos jogar com o seguinte 11:

99 Marco Pereira
4 Accioly
8 Pacheco
10 Minhoca
13 Igor Rocha
14 Thiago Santana
17 João Reis
29 João Pedro
30 R. Saldanha
37 Vitor Alves
93 Fernando

 

Vamos lá rapazes, acreditar até ao fim.

Semana infernal parte I

Esta será uma semana infernal para o CDSC. 3 jogos em 9 dias. Dois jogos fora de casa e todos contra adversários diretos.

No primeiro embate o CDSC perdeu por 1-0 em Matosinhos frente ao Leixões, num jogo em que o CDSC jogou de forma muito cautelosa. No detalhe esteve o proveito e o Leixões foi mais feliz nesse aspeto.

No entanto numa tremenda conjugação de resultados o CDSC manteve a segunda posição e só o Nacional consegui criar vantagem. Quatro pontos separam as duas equipas. As restantes perderam ou empataram os seus jogos.

Relativamente ao jogo pouca história teve. O Leixões procurou mandar no jogo e no contra-ataque o CDSC quis resolver a partida.

Thiago Santana e Ruben Saldanha foram os mais inconformados e tentarem de várias maneiras chegar à vantagem.

Vantagem essa que só surgiu na segunda parte para o Leixões numa jogada em que a defesa nada podia fazer.

Próxima quarta-feira mais uma final frente ao Arouca que vem de uma derrota em casa contra o Vitória B. Será pelas 16 horas no Estádio de S. Miguel.

LSC – CDSC (Antevisão)

Este sábado pelas 16h, Leixões e Santa Clara medem forças num jogo a contar para a 32ª jornada da Ledman LigaPro.

O jogo de amanhã é um de elevada importância e dificuldade para os dois lados, em especial para a formação açoriana, visto esta se encontrar em posição de subida à 1ª liga.

Passando a uma análise mais precisa das duas equipas, começamos pelo Santa Clara que vem de 2 vitórias consecutivas e no panorama dos últimos 5 jogos, os açorianos venceram em 3 ocasiões, empataram uma vez e perderam também uma. Salienta-se que a equipa de Ponta Delgada encontra-se no 2º posto da liga com 55 pontos, a 1 do 1º classificado. No que diz respeito ao Leixões, a equipa vem de um mau registo nos últimos 5 jogos, tendo vencido apenas por uma vez, perdido 2 vezes e empatado também em 2 ocasiões. A equipa nortenha está atualmente no 8º lugar da tabela classificativa com 45 pontos, ou seja, está confortável no meio tabela, mas sem possibilidades de chegar aos lugares de promoção.

Relativamente ao confronto direto entre as equipas, as equipas já se defrontaram em 25 jogos, tendo o Santa Clara vencido grande parte dos confrontos (14 vitórias), o Leixões venceu por 7 vezes e os restantes jogos resultaram em 4 empates.

Antevisão (treinador)

Rúben Saldanha veio fazer a antevisão do jogo frente ao Leixões.

O jogador elogiou a equipa adversária e referiu que o Santa Clara está motivado e quer levar os 3 pontos para os Açores.

« Entradas Mais Antigas