Santa Clara (2-1) Belenenses (crónica)

O Santa Clara recebeu e venceu em casa a formação do Restelo por 2-1, num resultado surpreendente para a maioria, apresentando um onze próximo do habitualmente usado.

       “Estes jogadores querem fazer história”, tal como disse Carlos Pinto, e fizeram mesmo, repetindo a proeza do ano passado ao eliminar uma equipa da primeira liga, nomeadamente o Rio Ave.

        O Belenenses que vinha de um bom momento de forma na I Liga, também se apresentou no Estádio de São Miguel com um onze inicial próximo do costume, tendo feito apenas uma pequena alteração a nível tático na defesa, ao colocar 3 centrais em campo e os laterais Geraldes e Florent. Desta forma, sempre que a equipa se encontrava a defender, formava um setor de cinco elementos.

         Inicialmente no jogo, só deu Santa Clara, destacando-se claramente os avançados Thiago Santana e Fernando. Numa primeira parte que pertenceu na sua maioria à equipa da casa, para além do golo, tiveram a oportunidade mais perigosa, no lance em que João Pedro, na resposta a um canto batido por Minhoca, levou a bola à trave para desespero dos adeptos caseiros. Contudo, perto do final do primeiro tempo (40 minutos), Fernando visou a baliza de Muriel num remate rasteiro e sem hipóteses para o guarda-redes dos visitantes.

         Chegou então o intervalo, com a formação “encarnada” de Ponta Delgada na frente com um golo de Fernando, ao que parecia, um resultado justo.

          Domingos Paciência não gostava do que via por parte da sua equipa e mexeu no intervalo, tirando o central Cleyton e o avançado Tiago Caeiro, fazendo entrar Filipe Chaby e Benny.

           As mudanças por parte do treinador da equipa da Cruz de Cristo surtiram efeito num golo aos 51 minutos, no que foi um lance infeliz dos centrais do Santa Clara, que chocaram deixando a bola para André Sousa, que rematou rasteiro e restabeleceu a igualdade.

          O segundo tempo foi bem mais equilibrado em relação ao primeiro. Importante realçar que também Carlos Pinto trocou dois jogadores de uma só vez, fazendo sair Saldanha e Fernando para a entrada de Pineda e do que viria a causar estragos posteriormente, Clemente. Mais tarde, ambas as equipas efetuaram mais alterações na sua composição, na equipa do Belenenses entrou aos 72´ Miguel Rosa para o lugar de Buba Saré, e no Santa Clara entrou Kaio Pantelão aos 84´em detrimento de Osama Rashid.

            Contudo, foi ao cair do pano (88 minutos) que Clemente, que festejou recentemente o seu 34º aniversário, presenteou os adeptos da casa com um golo que iria ser determinante no resultado final.

             Os “encarnados” de Ponta Delgada seguem então em frente na Taça de Portugal, num resultado merecido pela forma como em grande parte do jogo se apresentou, tendo maior destaque no primeiro tempo.

            Congratulamos também o Praiense e o Sp. Ideal que também avançaram para a 4ª eliminatória da prova rainha.

             Juntamente com o artigo, um abraço para todos os que estão a ser afetados pelos fogos que se encontram ativos e recentemente controlados pelo país.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s